Busca

Fala, Voluntária #11 – Lorenna Emmanuele, de Belo Horizonte/MG

Por Márcio Junio

publicado em 16/08/2023

"ser 'paga' com sorrisos e abraços aconchegantes não tem preço, esse sentimento se repete a cada ação", afirma Lorenna

O “Fala, Voluntária” de hoje é com Lorenna Emmanuele, Negociadora da MRV&CO, em Belo Horizonte/MG. Uma jovem inspiradora de 22 anos, natural de Teófilo Otoni, que tem caminhado com o Instituto MRV com muita energia e dedicação. Com um ano de MRV&CO, ela encontrou em nossas ações uma oportunidade para canalizar seu desejo de fazer a diferença na vida de outras pessoas. Conhecemos um pouco mais sobre a jornada de Lorenna, veja abaixo.

Quando perguntada sobre como descobriu o Instituto MRV, Lorenna nos revelou que, ao ingressar na MRV&CO, já conhecia o Instituto por meio das redes sociais, mais especificamente pelo LinkedIn e Instagram. “E aí uma colega de trabalho me convidou para uma ação voluntária disponível e abriu as portas para mim”, explicou.

A motivação de Lorenna para se tornar voluntária é profundamente enraizada em sua história pessoal. A jovem afirma que sempre participou de ações beneficentes na igreja que frequentava em Teófilo Otoni, e para ela, ser voluntária é uma maneira de compartilhar amor, esperança e afeto, enquanto cresce como indivíduo.

Lorenna recorda com carinho de sua primeira ação com a gente, um momento que, inclusive, resultou na foto do mês de Janeiro (2023) do nosso calendário físico. A tarefa envolvia montar o desfecho de uma história junto com as crianças, centrada em torno de dois sapatos. Inicialmente, ela se candidatou para participar das brincadeiras, mas, no dia da ação, ela precisou ser uma das contadoras. E, como todos os voluntários passam por capacitação antes da atividades, ela conseguiu executar com muito sucesso. “Eu estava tão empolgada com as crianças, foi um misto de sentimentos, ajudar elas a criarem a história, a colorir os personagens principais e, no final, ser “paga” com sorrisos e abraços aconchegantes não tem preço, esse sentimento se repete a cada ação” compartilhou Lorenna.

Lorenna em ação pelo projeto “Mão na Massa – Oficina de Jogos”

 

Ela acredita que o poder transformador da educação é firme e inabalável. Lorenna enxerga o ensino como um pilar fundamental para o desenvolvimento da sociedade, transmitindo valores, ampliando horizontes e capacitando as pessoas a questionar e desafiar o status quo, além de ser uma ferramenta crucial na luta contra a desigualdade social.

Vislumbrando um mundo melhor, a jovem sonha com uma realidade onde todos tenham acesso equitativo a direitos básicos e oportunidades, onde a paz prevaleça e a pobreza seja drasticamente reduzida. “Um mundo melhor é onde a liberdade de expressão, crença e pensamento sejam celebradas, e onde ninguém seja alvo de perseguição ou discriminação por ser quem são”, completou Emmanuele.

Para Lorenna, o Instituto MRV é um refúgio de paz dentro do ambiente corporativo. Embora a rotina de trabalho possa ser desafiadora e demandante, as ações do Instituto oferecem um espaço onde ela pode se desconectar do estresse cotidiano e focar em levar alegria, lazer e qualidade de vida para os nossos realizadores do futuro.

Ao deixar uma mensagem para as nossas crianças e jovens, Lorenna convida a todos para a embarcarem em uma jornada repleta de alegria, esperança e afeto. Conta que cada ação, cada sorriso e cada gesto de solidariedade têm o poder de moldar o mundo para melhor. “Faça o bem com o coração aberto”.

Para nós, o MRV Voluntários é isso! Vontade de mudar o mundo pelo poder da educação. O relato da Lorenna é uma inspiração para todos nós, lembrando-nos da importância de estender a mão e fazer a diferença, independentemente de nossa idade ou trajetória. Sua paixão pelo voluntariado e sua dedicação ao Instituto MRV continuam a brilhar como um farol de esperança, guiando o caminho para um mundo mais justo e compassivo.

4.285 voluntários já participaram das nossas ações

Testemunho do nosso time

Compartilhe:

Quer conhecer mais um dos nossos projetos?

Clique aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site é protegido por reCAPTCHA e pelo Googlepolítica de Privacidade eTermos de serviço aplicar.

The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.

Comentários sobre o texto

  1. Eduardo Lucas Gontijo Cesario disse:

    É a segunda vez que participo de uma ação promovida Instituto MRV iniciativa do grupo MRV&CO. Esta ultima oficina, Projeto Mão na Mas apresentou o tema foi sentimentos e emoções.
    Quando fui chamado para participar, a primeira coisa que me perguntei foi: “Como poderei ensinar as crianças o que significa sentimentos e emoções, se muitas das vezes, não paramos para pensar a respeito?”. Entretanto, com muito carinho e empenho, a equipe do Instituto promoveu um treinamento e nos preparou para a visita das crianças.
    Quando cheguei para participar da ação, fui recebido por 4 crianças: Alan, Icaro, Eduarda e Maria, olhei para eles e pude sentir nos rostinhos a empolgação em querer participar, em querer aprender e a brincar. No início, fomos nos conhecendo e conversando, passados alguns minutos, eu esqueci que estava participando do projeto e entrei no mundo deles. Esquecemos as vezes o que é ser criança, o que é estar em um mundo sem preconceito, divertido, simples, agitado, esperançoso e curioso.
    Fizemos as brincadeiras que foram desenvolvidas pelo Instituto, que inclusive, foram bem-feitas e muito divertidas, os dois jogos das emoções foram bem aceitos pelas crianças, elas entenderam e conseguiram absorver a mensagem que o jogo passava.
    Em resumo, fui alvejado de abraços, sorrisos e carinhos. Corremos, pulamos, infringimos as regras e fizemos um trenzinho para matar a curiosidade dos baixinhos, aprendemos com eles. A hora voou, e quando terminou, recebemos uma canção, cantada em coro por todas as crianças. Neste momento, meus olhos encheram de lágrimas e cheguei à conclusão que hoje não foi o dia de ensinar, mas de aprender, de voltar a ser criança e relembrar tudo isso.
    Queria imensamente agradecer ao Instituto MRV por proporcionar esta experiência e de ressaltar a importância de ações como estas, abordar assuntos importantes, de um jeito leve e descontraído, poder incentivar as crianças o estudo e demonstrar a importância dele, deixar que elas vejam o que é um ambiente de trabalho e instigue nelas a vontade de chegar lá.
    Atem de apoiar as escolas e promover o incentivo a atividades extra curriculares. É inacreditável a sensação que participar destas ações nos movimenta a querer fazer e ajudar mais.

    #MRV&CO #INSTITUTOMRV

Instituto IungoMRV VoluntáriosProjetosVariados

Retrospectiva das transformações realizadas no primeiro semestre de 2023

Leia mais
EducaçãoProfessoresVariados

Enem: candidatos têm até sexta-feira para pedir isenção de taxa

Leia mais
EducaçãoProfessoresVariados

Professor brasileiro vence prêmio internacional de Educação

Leia mais

Assine nossa newsletter!