Busca

Após votação popular, Instituto MRV divulga projetos que apoiará nos próximos 24 meses dois anos

Por Márcio Junio

publicado em 21/12/2021

As iniciativas vencedoras, que têm como objetivo oferecer mais oportunidades por meio da educação, são de: Santa Catarina, Bahia, Ceará, Pernambuco e São Paulo.

Após votação popular, o Instituto MRV divulga os cinco projetos vencedores da 8ª edição do chamamento público Educar para Transformar, que são: Educando e Transformando com a Horta (São José/SC), Escola Verde com Afeto (Salvador/BA), InteliGENTES (Maracanaú/CE), Juventude Code: Clube de Programação para jovens em situação de vulnerabilidade social (Recife/PE) e Trilha Tech: Letramento Digital para decodificar o mundo e reprogramar trajetórias (São Paulo/SP).  

Durante dois anos esses projetos receberão capacitações e acompanhamentos, que contemplam comunicação, gestão, pessoas, comercial e social, além do aporte financeiro no valor de R$ 200 mil cada. Também serão disponibilizados os conteúdos do Instituto iungo, para auxílio no desenvolvimento dos professores, além de consultorias individuais e em grupo. Os projetos também serão acompanhados de perto por um líder da equipe da MRV&CO – este profissional dará todo o suporte no desenho do planejamento estratégico, na execução e adaptação de cada atividade.   

Nesta edição, o Educar para Transformar recebeu mais de 270 inscrições de Organizações da Sociedade Civil (OSC) de todo o país que possuem iniciativas que impactem positivamente o ambiente escolar nos mais diversos contextos, promovendo a escola como comunidade de aprendizagem e fortalecendo as práticas pedagógicas dos professores por meio das Metodologias Ativas, que destaca o estudante como protagonista do seu próprio aprendizado. Diante disso, os cinco projetos vencedores propõem desenvolver suas atividades com os professores e os estudantes das redes públicas de ensino fundamental II e médio, que juntos identificarão problemas na escola ou comunidade, buscando desenvolver soluções que gerem transformações efetivas e que estimulem aprendizados e mudanças culturais.   

Nos últimos anos  

Desde 2014, o Instituto MRV promove a transformação social por meio de iniciativas educacionais para crianças, jovens e educadores, e o Educar para Transformar é um de seus principais programas. Até 2020, as 7 edições passadas já tiveram 3.699 propostas inscritas, 46 projetos vencedores, 54 mil beneficiados diretamente e mais de R$ 3,2 milhões investidos.   

Conheça os projetos: 

  • Educando e Transformando com a Horta (São José/SC) 

Educando e transformando com a horta é uma metodologia ativa de aprendizagem baseada em projeto, com o objetivo de promoção da horta escolar como uma ferramenta pedagógica. Os profissionais e estudantes são convidados a participar de atividades práticas relacionadas à agroecologia, compostagem e educação alimentar, adquirindo conhecimentos e habilidades para o desenvolvimento de ações reais no ambiente escolar. O projeto será desenvolvido por meio de acompanhamento semanal, beneficiando mais de 1500 profissionais e estudantes, que estarão envolvidos nas ações, gerando uma participação ativa no processo de ensino e aprendizagem. Pretende-se ainda colaborar na formação dos professores, participar das reuniões pedagógicas, aproximar familiares, articular parceiros e fortalecer os vínculos entre a escola e a comunidade. O projeto buscará também a autonomia das escolas para a continuidade das ações da horta escolar como instrumento de educação e sensibilização ambiental. 

  • Escola Verde com Afeto (Salvador/BA) 

O projeto propõe a continuidade do engajamento comunitário para a melhoria ambiental da escola. Seu principal objetivo é, no período de dois anos, mobilizar estudantes e docentes a se envolver diretamente no processo de pesquisa, desenho de projeto e implantação física de dois jardins de chuva – um dentro, e um fora da escola – como uma solução ecológica para absorção da água em períodos de fortes chuvas no território, densamente urbanizado. A proposta implica, ainda, envolver a comunidade escolar, com mais de 500 jovens e adultos, em práticas e atividades agregadoras, fortalecendo vínculos e reconhecendo habilidades coletivas e individuais após quase dois anos de pausa nas aulas por conta da pandemia. Como resultado, espera-se que os jardins de chuva atendam ao desejo da comunidade de ampliar suas áreas verdes e tornem-se espaços de pesquisa e ocupações educativas e culturais.   

  • InteliGENTES (Maracanaú/CE) 

O projeto se estrutura a partir de estudos e experiências desenvolvidas pelo Instituto Aliança, para Redes Públicas de Ensino, objetivando um trabalho integrado de desenvolvimento de habilidades socioemocionais e das múltiplas inteligências com alunos do Ensino Fundamental, com idades entre 11 e 14 anos, esperando fortalecer seu arcabouço socioemocional, com um trabalho focalizado em suas inteligências intra e interpessoais; impactando diretamente na permanência escolar dos alunos e na redução das vulnerabilidades características dessa faixa  etária. O InteliGENTES! integra o aprendizado socioemocional aos demais aprendizados vividos na Escola, proporcionando ao professor, ao aluno e à Escola como um todo, um espaço integrativo de fortalecimento de cada estudante e do grupo, potencializando conhecimentos, talentos e habilidades a partir de um itinerário estruturado para cada ano, com atividades intencionalmente desenvolvidas para o alcance desses propósitos. 

  • Juventude Code: Clube de Programação para jovens em situação de vulnerabilidade social (Recife/PE) 

O projeto consiste na criação de clubes de programação para desenvolvimento de um conjunto de habilidades a serem usadas para tratar a complexidade dos processos inerentes ao ambiente a nossa volta, considerando o ecossistema de tecnologia e inovação do Porto Digital. Em linhas gerais, pretende-se desenvolver pensamento computacional fomentando o aprendizado de programação de computadores na escola técnica do Porto Digital, beneficiando a princípio 30 alunos, que serão multiplicadores do conhecimento computacional na comunidade escolar parceira e contribuindo para o desenvolvimento da comunidade local, notadamente a Comunidade do Pilar.  

  • Trilha Tech: Letramento Digital para decodificar o mundo e reprogramar trajetórias (São Paulo/SP) 

O projeto oportunizará acesso à Tecnologia, Letramento Digital e Cultura de Inovação. Por meio da Aprendizagem Criativa, uma metodologia ativa, 259 estudantes do Fundamental II participarão de oficinas de Letramento Digital em que irão desvendar o universo da programação e usar linguagens digitais para expressar ideias e sonhos, desenvolvendo projetos autorais. O Trilha Tech deixará como legado caminhos abertos para que os jovens sejam protagonistas de suas histórias e construam um outro futuro. Os 40 professores ativos da escola farão parte do percurso e serão fortalecidos para impulsionar esses e os próximos estudantes.  Encontros formativos serão realizados envolvendo representantes das 90 escolas da DRE Pirituba, em continuidade à atuação sistêmica que o Catalisador já realiza junto a essa rede. 

 

Sobre o Instituto MRV 

Ação do Instituto MRV, em 2019

 

O Instituto MRV acredita que os primeiros passos para trilhar um futuro com mais oportunidades estão diretamente ligados ao poder transformador da educação. Por isso, desde 2014, o braço social da MRV&CO desenvolve e apoia importantes programas e projetos, que têm como essência oferecer possibilidades ainda maiores na área da educação. Com 1% do lucro líquido da companhia destinado para essas ações, já foi possível proporcionar oportunidades de um futuro melhor para mais de 1 milhão de pessoas em seis anos. 

4.285 voluntários já participaram das nossas ações

Testemunho do nosso time

Compartilhe:

Quer conhecer mais um dos nossos projetos?

Clique aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentários sobre o texto

  1. Solange disse:

    Sensacional o trabalho de vocês. Existe alguma forma de voluntariado de forma remota?

  2. Fernando Antunes Lima disse:

    Escola é a somatória da interação de professores, alunos e seus respectivos pais.
    Investindo na escola, estamos formando pessoas com valores éticos e valores morais. Parabéns á MRV por dar esta oportunidade ás nossas crianças de construir um mundo melhor.

  3. Maria de Fátima Araújo Frazão disse:

    Conheço o Projeto Escola Verde com Afeto da Canteiros Coletivos. Fico feliz por terem sido contemplados com recursos! Belíssimo trabalho na área da sustentabilidade ambiental.

EducaçãoInstituto IungoProfessores

Instituto iungo alcança mais de 2,4 mil educadores com ações de formação em Goiás

Leia mais
Variados

Acidentes domésticos vs. Crianças: como evitar e não superproteger ao mesmo tempo

Leia mais
Educação

Confira o que levar para as provas do Enem

Leia mais

Assine nossa newsletter!