Busca

Após votação popular, Instituto MRV divulga projetos que apoiará nos próximos 24 meses dois anos

Por Márcio Junio

publicado em 21/12/2021

As iniciativas vencedoras, que têm como objetivo oferecer mais oportunidades por meio da educação, são de: Santa Catarina, Bahia, Ceará, Pernambuco e São Paulo.

Após votação popular, o Instituto MRV divulga os cinco projetos vencedores da 8ª edição do chamamento público Educar para Transformar, que são: Educando e Transformando com a Horta (São José/SC), Escola Verde com Afeto (Salvador/BA), InteliGENTES (Maracanaú/CE), Juventude Code: Clube de Programação para jovens em situação de vulnerabilidade social (Recife/PE) e Trilha Tech: Letramento Digital para decodificar o mundo e reprogramar trajetórias (São Paulo/SP).  

Durante dois anos esses projetos receberão capacitações e acompanhamentos, que contemplam comunicação, gestão, pessoas, comercial e social, além do aporte financeiro no valor de R$ 200 mil cada. Também serão disponibilizados os conteúdos do Instituto iungo, para auxílio no desenvolvimento dos professores, além de consultorias individuais e em grupo. Os projetos também serão acompanhados de perto por um líder da equipe da MRV&CO – este profissional dará todo o suporte no desenho do planejamento estratégico, na execução e adaptação de cada atividade.   

Nesta edição, o Educar para Transformar recebeu mais de 270 inscrições de Organizações da Sociedade Civil (OSC) de todo o país que possuem iniciativas que impactem positivamente o ambiente escolar nos mais diversos contextos, promovendo a escola como comunidade de aprendizagem e fortalecendo as práticas pedagógicas dos professores por meio das Metodologias Ativas, que destaca o estudante como protagonista do seu próprio aprendizado. Diante disso, os cinco projetos vencedores propõem desenvolver suas atividades com os professores e os estudantes das redes públicas de ensino fundamental II e médio, que juntos identificarão problemas na escola ou comunidade, buscando desenvolver soluções que gerem transformações efetivas e que estimulem aprendizados e mudanças culturais.   

Nos últimos anos  

Desde 2014, o Instituto MRV promove a transformação social por meio de iniciativas educacionais para crianças, jovens e educadores, e o Educar para Transformar é um de seus principais programas. Até 2020, as 7 edições passadas já tiveram 3.699 propostas inscritas, 46 projetos vencedores, 54 mil beneficiados diretamente e mais de R$ 3,2 milhões investidos.   

Conheça os projetos: 

  • Educando e Transformando com a Horta (São José/SC) 

Educando e transformando com a horta é uma metodologia ativa de aprendizagem baseada em projeto, com o objetivo de promoção da horta escolar como uma ferramenta pedagógica. Os profissionais e estudantes são convidados a participar de atividades práticas relacionadas à agroecologia, compostagem e educação alimentar, adquirindo conhecimentos e habilidades para o desenvolvimento de ações reais no ambiente escolar. O projeto será desenvolvido por meio de acompanhamento semanal, beneficiando mais de 1500 profissionais e estudantes, que estarão envolvidos nas ações, gerando uma participação ativa no processo de ensino e aprendizagem. Pretende-se ainda colaborar na formação dos professores, participar das reuniões pedagógicas, aproximar familiares, articular parceiros e fortalecer os vínculos entre a escola e a comunidade. O projeto buscará também a autonomia das escolas para a continuidade das ações da horta escolar como instrumento de educação e sensibilização ambiental. 

  • Escola Verde com Afeto (Salvador/BA) 

O projeto propõe a continuidade do engajamento comunitário para a melhoria ambiental da escola. Seu principal objetivo é, no período de dois anos, mobilizar estudantes e docentes a se envolver diretamente no processo de pesquisa, desenho de projeto e implantação física de dois jardins de chuva – um dentro, e um fora da escola – como uma solução ecológica para absorção da água em períodos de fortes chuvas no território, densamente urbanizado. A proposta implica, ainda, envolver a comunidade escolar, com mais de 500 jovens e adultos, em práticas e atividades agregadoras, fortalecendo vínculos e reconhecendo habilidades coletivas e individuais após quase dois anos de pausa nas aulas por conta da pandemia. Como resultado, espera-se que os jardins de chuva atendam ao desejo da comunidade de ampliar suas áreas verdes e tornem-se espaços de pesquisa e ocupações educativas e culturais.   

  • InteliGENTES (Maracanaú/CE) 

O projeto se estrutura a partir de estudos e experiências desenvolvidas pelo Instituto Aliança, para Redes Públicas de Ensino, objetivando um trabalho integrado de desenvolvimento de habilidades socioemocionais e das múltiplas inteligências com alunos do Ensino Fundamental, com idades entre 11 e 14 anos, esperando fortalecer seu arcabouço socioemocional, com um trabalho focalizado em suas inteligências intra e interpessoais; impactando diretamente na permanência escolar dos alunos e na redução das vulnerabilidades características dessa faixa  etária. O InteliGENTES! integra o aprendizado socioemocional aos demais aprendizados vividos na Escola, proporcionando ao professor, ao aluno e à Escola como um todo, um espaço integrativo de fortalecimento de cada estudante e do grupo, potencializando conhecimentos, talentos e habilidades a partir de um itinerário estruturado para cada ano, com atividades intencionalmente desenvolvidas para o alcance desses propósitos. 

  • Juventude Code: Clube de Programação para jovens em situação de vulnerabilidade social (Recife/PE) 

O projeto consiste na criação de clubes de programação para desenvolvimento de um conjunto de habilidades a serem usadas para tratar a complexidade dos processos inerentes ao ambiente a nossa volta, considerando o ecossistema de tecnologia e inovação do Porto Digital. Em linhas gerais, pretende-se desenvolver pensamento computacional fomentando o aprendizado de programação de computadores na escola técnica do Porto Digital, beneficiando a princípio 30 alunos, que serão multiplicadores do conhecimento computacional na comunidade escolar parceira e contribuindo para o desenvolvimento da comunidade local, notadamente a Comunidade do Pilar.  

  • Trilha Tech: Letramento Digital para decodificar o mundo e reprogramar trajetórias (São Paulo/SP) 

O projeto oportunizará acesso à Tecnologia, Letramento Digital e Cultura de Inovação. Por meio da Aprendizagem Criativa, uma metodologia ativa, 259 estudantes do Fundamental II participarão de oficinas de Letramento Digital em que irão desvendar o universo da programação e usar linguagens digitais para expressar ideias e sonhos, desenvolvendo projetos autorais. O Trilha Tech deixará como legado caminhos abertos para que os jovens sejam protagonistas de suas histórias e construam um outro futuro. Os 40 professores ativos da escola farão parte do percurso e serão fortalecidos para impulsionar esses e os próximos estudantes.  Encontros formativos serão realizados envolvendo representantes das 90 escolas da DRE Pirituba, em continuidade à atuação sistêmica que o Catalisador já realiza junto a essa rede. 

 

Sobre o Instituto MRV 

Ação do Instituto MRV, em 2019

 

O Instituto MRV acredita que os primeiros passos para trilhar um futuro com mais oportunidades estão diretamente ligados ao poder transformador da educação. Por isso, desde 2014, o braço social da MRV&CO desenvolve e apoia importantes programas e projetos, que têm como essência oferecer possibilidades ainda maiores na área da educação. Com 1% do lucro líquido da companhia destinado para essas ações, já foi possível proporcionar oportunidades de um futuro melhor para mais de 1 milhão de pessoas em seis anos. 

4.285 voluntários já participaram das nossas ações

Testemunho do nosso time

Compartilhe:

Quer conhecer mais um dos nossos projetos?

Clique aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentários sobre o texto

  1. Solange disse:

    Sensacional o trabalho de vocês. Existe alguma forma de voluntariado de forma remota?

  2. Fernando Antunes Lima disse:

    Escola é a somatória da interação de professores, alunos e seus respectivos pais.
    Investindo na escola, estamos formando pessoas com valores éticos e valores morais. Parabéns á MRV por dar esta oportunidade ás nossas crianças de construir um mundo melhor.

  3. Maria de Fátima Araújo Frazão disse:

    Conheço o Projeto Escola Verde com Afeto da Canteiros Coletivos. Fico feliz por terem sido contemplados com recursos! Belíssimo trabalho na área da sustentabilidade ambiental.

  4. graliontorile disse:

    As a Newbie, I am constantly searching online for articles that can benefit me. Thank you

Variados

A qualidade de vida dos jovens pode ser melhor

Leia mais
EducaçãoMRV VoluntáriosProjetos

Fala, Voluntário #04 – Hirohito de Almeida, de Salvador/BA

Leia mais
Variados

Acidentes domésticos vs. Crianças: como evitar e não superproteger ao mesmo tempo

Leia mais

Assine nossa newsletter!